Nota de 10 pesos

Projeto

O desenho da nota ilustra a vida do general Manuel Belgrano, criador da bandeira nacional e figura destacada nas lutas pela independência argentina (1770-1820).

Frente

Os motivos principais são impressos em calcografia e os fundos em offset.

No selo principal pode-se ver o retrato do herói e nos fundos a réplica de um relatório de Gral. Belgrano ao Governo das Províncias Unidas de Rio de la Plata (5-29-1812).

Também reproduz “La Patria Abanderada” de A. Bigatti.

Verso

Os motivos principais são impressos em calcografia e os fundos em offset. Você pode ver o Monumento Nacional à Bandeira, a síntese biográfica do herói em miniatura, um tambor e uma guarda com o tecido típico do norte da Argentina.

O tambor lembra Pedro Ríos, o menino de 12 anos – morto na guerra – que bate vigorosamente no patch que acompanha os soldados de Belgrano na batalha de Tacuarí (1811).

O Monumento é erguido em Rosário (Província de Santa Fé) em frente ao majestoso Rio Paraná. Terminada em um ponto, sugere uma nave imaginária que avança no mar da eternidade, em direção a seus grandes destinos.

Nota de 10 pesos – 2016

Projeto

O desenho da nota ilustra a vida do general Manuel Belgrano, criador da bandeira nacional e figura destacada nas lutas pela independência argentina (1770-1820).

Frente

Os motivos principais são impressos em calcografia e os fundos em offset.

Na impressão principal é reproduzido o retrato do General Manuel Belgrano, e como fundo de segurança, uma moldura com a representação da fachada do Monumento à Bandeira. É apoiado pelo monumento que recria Belgrano em seu papel militar, e o Tambor de Tacuarí, evocando o menino Pedro Ríos que acompanhava o exército animando as tropas com o rufar de seu tambor, morto na Batalha de Tacuarí.

No centro superior pode se ler BANCO CENTRAL DE LA REPUBLICA ARGENTINA – MANUEL BELGRANO BUENOS AIRES 1770-1820, e abaixo dessas datas a frase: Ninguém tem mais crédito ao título de cidadão do que aquele que sacrifica seu conforto e expõe sua vida em defesa de sua pátria.

Verso

Os motivos principais são impressos em calcografia e os fundos em offset.

Observa-se a imagem principal que evoca a criação da bandeira, com o primeiro hasteamento da bandeira nacional e o juramento dos soldados de Belgrano em 27 de fevereiro de 1812 nas margens do Paraná; bem como a figura de Juana Azurduy, que em 1810 ingressou no exército de Belgrano e foi distinguida com a patente de Tenente Coronel das Milícias.

O motivo se completa com a legenda: Juremos derrotar nossos inimigos internos e externos, e a América do Sul será o templo da Independência, da união e da liberdade. Na fé que você jura, diga comigo … Viva a Pátria. Juana Azurduy: a flor do Alto Peru; heroína da grande pátria que lutou pela façanha da Independência. No centro superior está escrito REPÚBLICA ARGENTINA em união e liberdade.